terça-feira, 6 de maio de 2014

Vôo MH 370 - A visão de Israel do avião desaparecido.

Teoria da conspiração, ou realidade ?
Esta é mais uma história "encontrada" aqui na net. E é assim:

Enquanto os Estados Unidos retiravam do Afeganistão um dos seus sistemas de comando e controle usado para controlar e pilotar os seus drones, foram seqüestrados por talibans quando o comboio de transporte americano descia de uma de suas bases localizadas no alto de um monte. Os talibans emboscaram o comboio, mataram dois “seals” da marinha americana, tomaram posse do equipamento e das armas, incluindo o módulo de comando e controle de todo o sistema pesando cerca de 20 toneladas embalados em 6 caixotes.  Isso aconteceu precisamente, em Fevereiro de 2014.

O que os talibans querem é dinheiro. Então nada melhor do que vender o sistema roubado, toda aquela tecnologia aos russos ou aos chineses. Os russos estavam ocupados com a Ucrânia mas os chineses estão loucos para conhecer toda essa tecnologia. Imaginem só se os chineses dominarem o controle desta tecnologia... todos os drones americanos tornar-se-ão inúteis. 

Então a China mandou 8 cientistas “top” de defesa, para avaliar o sistema e pagar aos talibans os milhões pedisos por eles.

No começo de Março de 2014, os 8 cientistas e os 6 caixotes foram levados para a Malásia, pensando ser essa a melhor maneira de dissimular e esconder a transacção do resto do mundo. A carga toda foi mantida na embaixada chinesa debaixo de protecção diplomática. Nesse entremeio, os americanos uniram-se à Inteligência Militar de Israel e juntos planearam interceptar e recapturar a carga.

Pelo seu lado, os chineses decidiram que seria mais seguro transportar a carga, numa aeronave civil para evitar suspeitas. Então, o vôo MH370 da Malásia Airlines, seria o carrecto, seria perfeito. 

Quando o vôo MH370, saia do espaço aéreo da Malásia e estava a comunicar com o Controle Aéreo Vietnamita, um AWAC americano interferiu o sinal, desabilitou o sistema de controle do piloto e passou-o para um controle remoto. Isto terá acontecido quando o avião perdeu altitude momentaneamente. A operação foi levada a cabo por 5 agentes americanos e Israelitas bastante familiarizados com a operação do Boeing. Os dois iranianos com passaporte “roubado” poderiam estar entre eles.

Como o AWAC pode fazer isto ? 
Lembram-se do ataque ás torres gémeas em  9 do 11 em 2001 ? 
Depois desse incidente, todos os aviões da Boeing (e possivelmente também todos os AirBus) tem instalado um sistema de controle remoto para anular ações terroristas. Ou seja, todo Boeing pode ser remotamente controlado e pilotado por uma torre de controle em terra. É o mesmo sistema de controle remoto usado para pilotar drones e aviões espiões sem piloto a bordo.

Os 5 agentes americanos e israelitas logo assumiram o controle do avião, desligaram o transponder e todos os outros sistemas de comunicação, mudaram o curso e tomaram a direcção leste. Não ousaram voar para oeste em direção às Filipinas ou Guam porque todo o espaço aéreo do sul da China é monitorizado por radares e satélites chineses.

Os radares militares da Malásia, Tailândia e India detectaram a aeronave não identificada porém não reagiram “profissionalmente”. O avião passou por cima de Sumatra, Anambas, Sul da India e então aterrou nas ilhas Maldivas (alguns moradores viram a aeronave a aterrar), reabasteceu e continuou seu o vôo para Diego Garcia, uma base aérea americana no meio do Oceano Indico. 

A carga e a caixa preta foram desembarcados. Os passageiros foram silenciados para sempre via meios naturais: falta de oxigênio. Passageiros mortos não iriam falar. O vôo MH370 com todos os passageiros mortos decolou de novo via controle remoto e caiu a ao sul do Oceano Indico, fazendo o mundo acreditar que o avião eventualmente, ficou sem combustível atribuindo assim as culpas doacidente, ao comandante desobediente e ao co-piloto.

Os americanos encenaram um grande show. 
Primeiro concentrando toda a atenção e esforço de resgate no mar do sul da China enquanto o avião era desviado para o Oceano Indico. Depois emitiram declarações e evidências contraditórias para confundir todo o mundo. 

A Austrália é cúmplice.
A quantidade de recursos e esforços que a China movimentou, em termos de agate, satélites, navios, vasculhando primeiro o mar do sul da China e depois no estreito de Mallaca e no Oceano Indico é sem precedentes. Isso mostra que a China está muito preocupada. Não muito com os passageiros chineses mas com a valiosa carga e os seus 8 cientistas de defesa aérea altamente qualificados.

Não acreditan nesta hstória? 
Não se espera que vocês acreditem, mas vamos esperar para ver como o episódio se revela por si mesmo.

Ou talvez isso não aconteça a menos que apareça outro Snowden...