sexta-feira, 20 de abril de 2012

Comandante aterra, ao telemóvel?!?!

Qualquer um sabe que usar o telemóvel enquanto se está ao volante de um meio de transporte é um risco enorme e, portanto, algo que não se deve fazer. Especialmente, quando esse “meio de transporte” é um avião comercial. Aparentemente houve um piloto que não seguiu à risca o conselho e quase provocou um desastre  que poderia ter sido fatal para algumas centenas de pessoas.

Ao preparar-se para aterrar em Singapura, o voo JQ57, da JetStar teve que abortar a aterragem a menos de 120 metros do chão porque o comandante, entretido com o seu telemóvel, se esqueceu de baixar o trem de aterragem. 
 
O piloto?!?! 
 
No controle de um avião com 220 passageiros a bordo !?!?

O telemóvel, que o piloto acabara de ligar, começou a tocar alertas de mensagens quando o avião atingiu os 700 metros. 

O co-piloto percebeu que o comandante estava “preocupado”. Foi quando este o informou que estava a tentar desbloquear o telemóvel para então o desligar. O que seria perfeitamente normal se ele, com as suas 13 mil horas de voo, se tivesse lembrado dos procedimentos padrões para activar o trem de aterragem.

A 300 metros do chão, o co-piloto verificou os instrumentos e sentiu que estava a faltar qualquer coisa, embora não soubesse dizer o que era apesar das suas 4 mil horas de experiência no ar. A 220 metros, um aviso sonoro na cabine alertou os pilotos de que o trem de aterragem não tinha sido baixado. A 200 metros, o comandante tentou accionar a engrenagem, mas naquela altura outro alerta sonoro informou que o avião estava abaixo dos 150 metros, muito próximo do chão para accionar e realizar efectivamente a aterragem com segurança.

O co-piloto disse aos investigadores que nesse momento, ele já estava pronto para dar inicio á "abortagem" a fim de evitar uma catástrofe. A uma perigosa e mínima distância de 120 metros, segundo o próprio disse. 
 
Resta saber, depois de se saber desta história, se a Jetstar terá clientes para os seus aviões. 

Fonte: TheAge/Gizmodo/IFR Online

Sem comentários:

Enviar um comentário