quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Kulula Airlines, uma companhia bem disposta...

A Kulula Airlines é uma companhia aérea de baixo custo Sul-Africana, que não se leva muito a sério.

Observem suas novas cores e a pintura dos seus aviões e vejam como ela se relaciona com os seus clientes!

É uma pena que a Kulula, pequena companhia aérea com sede situada em Joanesburgo, não efectue voos internacionais; por isso nós temos o dever de apoiá-la apenas pelo seu humor - tão tipicamente Sul Africano.

As hospedeiras da Kulula fazem um grande esforço para tornar o "discurso sobre segurança de voo" e outros anúncios um pouco mais divertidos. Aqui estão alguns exemplos reais que foram ouvidos por mim ou que me foram relatados. Convém esclarecer que nos voos da Kulula,não há lugares marcados, podemdo os passageiros sentar-se onde quiserem.

Alguns passageiros, aparentemente, estavam a demorar muito tempo para escolher um lugar, quando uma hospedeira avisou:
"Pessoal! Não estamos aqui para escolher móveis, encontrem um lugar e ocupem-no!"

Noutro voo com uma tripulação de bordo muito "sénior", o comandante disse:
"Senhoras e senhores, chegámos à altitude de cruzeiro e iremos apagar as luzes da cabine. Isto é para vosso conforto e para melhorar a aparência das hospedeiras deste voo."

No desembarque, a hospedeira disse:
"Por favor, não se esqueçam de levar todos os vossos pertences... Se deixarem alguma coisa, certifiquem-se de que é algo que nós gostaríamos de ter".
"Pode haver 50 maneiras de deixar o seu amante, mas só há quatro maneiras de sair deste avião, duas portas e duas janelas."

Depois de uma aterragem particularmente trepidante, durante uma tempestade em Karoo, uma assistente anunciou:
"Por favor, tomem cuidado ao abrir as bagageiras acima dos vossos assentos porque, depois de uma aterragem destas, é mais que certo que tudo mudou de sítio".

Leiam o discurso de instruções, em caso de despressurização:
"No caso de uma súbita despressurização da cabine, máscaras cairão do tecto. Pare de gritar, pegue sua máscara, e ajuste-a sobre o rosto. Se tiver uma criança pequena viajando consigo, ponha a sua máscara antes de a ajudar. Se estiver viajando com mais de uma criança pequena, ajude primeiro a sua preferida. "

Vejam mais esta pérola:
"As bases dos vossos assentos podem ser usadas para flutuação e, no caso de uma amaragem de emergência na água, por favor, remem para a costa e guardem-nos como recordação e com os nossos cumprimentos."

Á chegada:
"A temperatura no nosso destino é de 50 graus, com algumas nuvens rasgadas, mas vamos tentar consertá-las até à chegada. Obrigado, e lembre-se: Ninguém gosta tanto de si, ou do seu dinheiro, como a Kulula Airlines."

"Ao sair da aeronave, certifique-se de que está levando todos os seus pertences. Qualquer coisa deixada para trás será distribuída equitativamente pelo pessoal de bordo. Por favor, não deixe crianças ou cônjuges..."

Contaram-me que num voo da Kulula para a Cidade do Cabo, em dia particularmente ventoso e com turbulência, quando, durante a aproximação final, o capitão realmente teve de lidar com aqueles elementos, e pós uma aterragem extremamente difícil, a hospedeira disse:
"Senhoras e senhores, bem-vindos à nossa Cidade-mãe. Por favor, permaneçam nos vossos lugares com os cintos apertados, enquanto o Capitão arrasta o que restou do nosso avião até o portão de desembarque!"

Comentário de um comissário de bordo numa aterragem, tudo menos perfeita:
"Pedimos-lhes o favor de permanecerem sentados enquanto o Capitão Canguru nos leva aos pulos até ao terminal."

Depois de uma aterragem realmente demolidora em Joanesburgo,uma assistente de bordo, saiu-se com esta:
"Senhoras e senhores, por favor, permaneçam nos vossos assentos até o Capitão Porrada e a sua tripulação conduzam a aeronave a um ponto próximo da área de desembarque. E, logo que o fumo dos pneus se dissipar e as sirenes de alerta se calarem, abriremos a porta da aeronave e todos poderão abrir caminho para o terminal através dos destroços..."

Esta, eu ouvi num desses voos da Kulula Airlines:
"Senhoras e senhores, se quiserem fumar, a área de fumadores deste avião é nas asas... Se conseguirem acender os cigarros lá, podem fumá-los à vontade.

Um comandante relatou que, em determinado voo, a aterragem tinha sido muito difícil. A companhia aérea tem uma política, que exige que o primeiro oficial fique à porta do avião enquanto os passageiros saíam, para sorrir e dizer
"Obrigado por voar na nossa companhia aérea".

Contou-me que, devido à sua aterragem um pouco fora dos parâmetros normais, teve dificuldade de olhar os passageiros nos olhos, pensando que alguém faria um comentário depreciativo ou provocatório. Finalmente todos tinham saído com excepção de uma velhinha que apoiada numa bengala se dirigiu a ele nestes termos:
"Senhor, importa-se se eu lhe fizer uma pergunta?"
"Ora essa, minha senhora", disse o piloto.Qual é a pergunta?"
Ai, a avózinha, perguntou:
"Nós aterrámos ou fomos abatidos?"

Sem comentários:

Enviar um comentário