sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Confusão a bordo, ia originando tragédia, nos USA.

Uma história que teve final feliz, mas que a sequência dos factos, poderia ter provocado um grave incidente, e causou minutos de pânico num avião nos céus norte-americanos.

Um problema numa porta, um passageiro com sotaque estranho e um controlador aéreo precipitado, tudo isto esteve envolvido neste caso insólito.

Vamos por partes. O caso, aconteceu na quarta-feira passada, 16 de Novembro, num voo da companhia aérea regional Chautauqua Arlines, que descolou em Asheville, na Carolina do Norte com destino ao aeroporto La Guardia, em Nova York.

Num dado momento, o comandante ausentou-se do cockpit para ir ao lavabo. Porém, um problema na fechadura "aprisionou" o comandante no WC, sem poder comunicar com o resto da tripulação..

Até então, não havia razão para alarme e o avião era compenetradamente, pilotado pelo copiloto. O pior veio a seguir.

O comandante, impotente para abrir a porta do lavabo, começou a bater na mesma, tendo alertado os passageiros. Um deles, teve a amabilidade de se deslocar até ao cockpit, com o intuito, natural de avisar o copiloto do problema.

O problema agudiza-se, quando a tripulação e principalmente o copiloto, notam que o prestável passageiro, batia furiosamente na porta do cockpit, e gritava palavras que ninguém entendia, mas que eram sem duvida nenhuma, gritadas, em árabe.

Ora, ter um árabe a bater na porta do cockpit, aos gritos, era um cenário aterrador para o copiloto, que de imediato contactou a torre de controle.

Como se não bastasse, o controlador aéreo pensou tratar-se de um acto terrorista, e comunicou com o centro de segurança aérea da zona, declarando que aquele voo, devia ser enquadrado na situação de "estado de emergência".

Dois caças da força aérea norte-americana foram colocados em alerta máximo e estavam prontos para perseguir o avião e, eventualmente, abatê-lo, mas felizmente, o comandante lá conseguiu arrombar a porta e ir até ao cockpit, aonde explicou o episódio.

Resolvido que estava o incidente, sem mais problemas, o avião lá aterrou no aeroporto de La Guardia, e tudo não passou de uma enorme confusão.

Quanto ao homem, que só queria ajudar, teve apenas a infelicidade de falar árabe num avião em território norte-americano.

Sem comentários:

Enviar um comentário