sexta-feira, 31 de julho de 2009

Aeroflot mudará uniforme 'repulsivo' das suas assistentes de bordo.

Num esforço para corrigir uma imagem abalada por anos de influência soviética, a companhia aérea russa Aeroflot prometeu na quarta-feira implantar uma série de modificações nos seus serviços - para o alívio dos passageiros. Entre as inovações anunciadas pela empresa, no entanto, uma prioridade estética chama a atenção: a mudança na apresentação das assistentes de bordo.

O novo CEO da Aeroflot, Vitaly Savaleyev, garantiu que todas as assistentes serão "jovens muito impressionantes e muito atraentes".

O uniforme laranja também irá mudar. "Psicólogos disseram-nos que a cor actual evoca repulsa nos passageiros”, disse o CEO ao jornal russo Vedomosti, confessando estar á procura de inspiração em outras "grandes linhas aéreas".

"Meu filho mandou-me um maravilhoso vídeo clip da Virgin Atantic - todas as assistentes vestem uniformes vermelhos e brilhantes e parecem modelos profissionais".

Em termos de atendimento, a Aeroflot estabeleceu uma máxima. "O cliente sempre tem razão", afirma Savaleyev, acrescentando que várias assistentes de bordo da companhia já foram demitidas por serem rudes com os passageiros. Um dos passageiros, inclusivé, contou a sua experiência ao jornal:

"Viajei recentemente na Aeroflot para Varsóvia e foi um pesadelo. O cinto de segurança estava avariado, e a tripulação era mal educada, antipática, e quase não falava inglês", disse.

Além dos uniformes, a Aeroflot também anunciou mudanças na frota. Quase todos os aviões russos, inclusive os Tupolevs, deverão ser substituídos por Boeings e Airbus.
A razão, segundo Savalayev, é puramente económica, e não de segurança.

Sem comentários:

Enviar um comentário