quarta-feira, 10 de junho de 2009

Saiba mais sobre o TPL, que vai ajudar a procurar as caixas-pretas do Airbus

Clique aqui ou sobre a imagem e veja como funciona um TPL

Clique aqui ou sobre a imagem e veja como funcionam as caixas-pretas de um avião

O Departamento de Defesa dos EUA enviou para o Brasil dois TPLs (towed pinger locators) para ajudar nas buscas das caixas-pretas do Airbus.

Uma equipe de 19 pessoas -entre pessoal militar e civil - vem com o equipamento, segundo o Pentágono e devem chegar na quarta-feira (10 de Junho de 2009).

Os dois navios franceses levando os equipamentos devem partir para a área de busca um na quarta (10 de Junho), outro na sexta (12 de Junho).

As caixas-pretas têm um sinalizador para debaixo d'água chamado "pinger" que é accionado quando o gravador está imerso na água. O sinalizador é capaz de transmitir a partir de profundidades de até 4.300 metros, de acordo com o Conselho Nacional de Segurança nos Transportes dos Estados Unidos.

Os TPLs, são microfones submarinos passivos de alta fidelidade que podem captar esses pulsos acústicos automáticos, a uma profundidade máxima de 6 mil metros, em qualquer lugar do mundo.

São lançados de navios a baixa velocidade. Os sinais captados no fundo do mar são transmitidos até á superfície via cabo e apresentados visual e auditivamente num monitor. Os operadores então triangulam os dados até obter as coordenadas do objecto naufragado, facilitando a localização.

Fonte: G1 (com agências internacionais) - Imagens: Editoria de Arte (G1) e, Jorge Tadeu da Silva

Sem comentários:

Enviar um comentário