quinta-feira, 25 de junho de 2009

Passageiros abandonam avião da Thomas Cook

Dezenas de passageiros de um voo entre Mallorca, e Newcastle, desistiram da viagem após o comandante pedir para que eles se concentrassem no fundo da aeronave para contrabalançar o excesso de peso das bagagens na parte da frente do avião.

Uma porta emperrada no compartimento de bagagens do avião da empresa Thomas Cook impediu que a parte de trás fosse utilizada.

O comandante pediu então que os passageiros mudassem de lugar para redistribuir o peso dentro da aeronave, mas 71 deles decidiram abandonar o avião por temer pela sua segurança.

Uma porta-voz da Thomas Cook disse que o pedido para a mudança de lugares é um procedimento padrão das companhias para garantir que o peso da carga e dos passageiros esteja bem distribuído e afirmou que não havia riscos de segurança.Os passageiros que se recusaram a viajar no voo do domingo tiveram que encontrar meios alternativos de transporte por si mesmos.

“As pessoas recusaram-se a viajar, dizendo que não era seguro se tínhamos que mudar de lugar para balancear o avião”, afirmou à agência de notícias Press Association a estudante Rowen Laybourne, de 17 anos, que estava a bordo com um grupo de amigos.

“O piloto veio falar connosco e disse que o avião estava perfeitamente seguro. Quando alguém perguntou se a porta do compartimento de bagagem podia abrir quando estivéssemos voando a 20 mil pés de altura, ele não entendeu e foi-se embora”, afirmou.

Laybourne disse ter ligado para a mãe, na Grã-Bretanha, antes de decidir desembarcar, apesar de não ter dinheiro para comprar outra passagem.

A porta-voz da Thomas Cook disse que a companhia lamenta a decisão dos passageiros de abandonar o avião, apesar da garantia da tripulação de que a mudança de lugares não representava um problema de segurança.

Sem comentários:

Enviar um comentário