terça-feira, 5 de maio de 2009

WINGLETS - Esquisitice que traz segurança e economia

Todos os que frequentam aeroportos já repararam, que os jactos modernos, têem uma dobra na ponta das asas. Geralmente presentes nos 737 NG – Next Generation – e nos Airbus das famílias, A319, 320 e 321.
É um acessório imponente nas asas das aeronaves que trouxe ás companhias aéreas economia e segurança, mas que também foi utilizado no marketing com o logo da companhia aérea, uma verdadeira obra de arte e uma mistura de cores e variedades que trazem mais colorido aos aviões e aos aeroportos.

Na Boeing, o apêndice foi nomeado winglet. A Airbus,usa o nome de fence.
Winglet/ Fence, é um componente aerodinâmico posicionado na extremidade livre da asa de uma aeronave, que tem por função diminuir o arrasto induzido, relacionado ao vórtice de ponta de asa. Em geral, tem a forma de uma aba vertical ou inclinada.
A redução do arrasto melhora a eficiência da aeronave, significando aumento da velocidade e economia de combustível.
"Winglets" (na verdade, endplates) também são utilizadas em carros de competição, na Fórmula 1, tanto na asa dianteira como na traseira.

Mas como é que uma pequena peça na ponta da asa pode influenciar na economia e segurança de uma aeronave?
O objectivo dessa harmoniosa peça é conter o vórtice de vento formado na asa.Esses vórtices assemelham-se a pequenos remoinhos, mas horizontais, efeito sentido por uma aeronave que esteja muito próxima da que voa na sua frente.

Mas não foi devido a esse caso especifico que os winglets ou fence foram elaborados. Na verdade eles tendem a gerar um pouco de economia, impedindo o fluxo de ar que aumenta o arrasto da aeronave, além de contribuir para o desempenho aerodinâmico da asa. A economia trazida por essa engenhoca é singela, correspondente a apenas 3%, mas em tempos de crise, no poupar é que está o ganho.

Sem comentários:

Enviar um comentário