quarta-feira, 27 de maio de 2009

A TAP, aumenta voos para Cabo Verde

A TAP Air Portugal começará a voar três vezes por semana para a ilha de São Vicente assim que o novo aeroporto for homologado e receber voos noturnos, disse ontem à Agência Lusa o delegado da empresa em Cabo Verde.

Luís Garcia adiantou que tal poderá acontecer já a partir de Agosto, pois estão em curso as homologações e finalizações dos aspectos técnicos no remodelado aeroporto de São Pedro, próximo do Mindelo, estando já entregue o respectivo pedido às autoridades da aviação civil de Cabo Verde.

Assim que começar a operar para a ilha de São Vicente, com a TACV como prestadora de serviços, a transportadora aérea portuguesa ficará com 13 a 14 voos semanais para Cabo Verde - voos diários para a ilha do Sal e quatro semanais para a capital, Cidade da Praia (ilha de Santiago).

"Nós podíamos começar já a voar, mas o impedimento que existe tem a ver com a homologação do aeroporto e a possibilidade de efectuar voos nocturnos, altura do dia em que temos essa disponibilidade", afirmou à Lusa Luís Garcia, sublinhando que, numa primeira fase, está prevista a utilização de um Airbus A319, de 124 lugares.

Segundo o delegado da TAP em Cabo Verde, a decisão da transportadora portuguesa foi tomada após a realização de um estudo de viabilidade, tendo-se chegado à conclusão que "há espaço e mercado" para voos directos Lisboa/Mindelo.

"Da previsão inicial de estudos que foram feitos para a época alta, avançaremos com três frequências semanais. E é nossa intenção, já manifestada às autoridades, de avançarmos em Agosto deste ano, se houver condições técnicas para isso", sublinhou.

"Na actual conjuntura, o que interessa a Cabo Verde são nichos de tráfego que não se confinam a uma ilha ou turistas que pretendem visitar, em média, três ilhas", sustentou, lembrando que a ilha de São Vicente "abre as portas" a outras duas - Santo Antão e São Nicolau, cujas belezas naturais são ideais para diferentes actividades.

Entre elas, destacou Luís Garcia, figuram a pesca desportiva, "um dos paraísos mundiais", o montanhismo, o trekking, a par do turismo rural.

Assim que o aeroporto de São Vicente for aberto ao tráfego internacional, cabo Verde passará a dispor de quatro com essas características - Sal, Santiago e Boavista.

No que diz respeito à ilha da Boavista, e por ser um mercado tradicional de voos charter, a TAP não está, para já, interessada em fazer essa ligação por avião a Lisboa, disse Luís Garcia.

Sem comentários:

Enviar um comentário