segunda-feira, 18 de maio de 2009

O Boeing 747-8 Intercontinental

Após 40 anos, o avião mais emblemático da aviação comercial continua gerando novas versões
Poucos aviões comerciais podem se gabar de possuir uma trajectória tão espectacular como a do Boeing 747, iniciada há quatro décadas e que ainda não terminou. Essa aeronave, conhecida como Jumbo, marcou para sempre a história da aviação comercial, pois no final da década de 1960, revolucionou o transporte aéreo de passageiros.

Quem teve grande influência no seu projecto e desenvolvimento, fazendo sugestões aos engenheiros responsáveis pelo programa, foi Juan T. Trippe, fundador da Pan American, a primeira a utilizar, o 747 nas suas linhas, após ter realizado uma encomenda de 25 aeronaves, por um valor de US$ 525 milhões, isto em, 1966.

Em 9 de Fevereiro último, o Boeing 747 completou 40 anos e, sem dúvida, comemorará muitos mais, porque, além de ser – depois do 737 – o avião comercial com mais anos em produção, a continuidade do Jumbo está assegurada com a chegada do programa 747-8, em versões de carga e passageiros: a primeira com entregas previstas para o primeiro trimestre de 2010 e, a segunda, para meados de 2011.

O programa 747-8 foi lançado oficialmente em 14 de Novembro de 2005, quando a Boeing recebeu um pedido firme de 18 aeronaves 747-8 Freighter por parte das companhias áereas Cargolux (10) e Nippon Cargo Airlines (8), por um valor de US$ 5 bilhões.
Hoje, a carteira de pedidos para essa versão do novo Jumbo é de 78 aviões.

Fonte: Fernando Fischer / José M. Parés (Avião Revue) - Imagem: Avion Revue

Sem comentários:

Enviar um comentário